Mulheres, na vida e na tela: a força do empoderamento

Mulheres, na vida e na tela: a força do empoderamento

Adriana Restum > Dica da Dri > Mulheres, na vida e na tela: a força do empoderamento

Protagonismo e empoderamento feminino, felizmente, estão cada vez mais em alta e serviços de streaming, como o Netflix, estão colaborando com essa alavancada tão importante para o Brasil e toda a sociedade como um todo – considerando que, infelizmente, diferenças e falta de respeito com as mulheres ainda continuam acontecendo e polemizando nossos cotidianos.

MulheresEmpoderadas_DentroDoPost_001

Não só protagonizadas, as séries – do Netflix a serem lançadas e algumas já “no ar” – também são dirigidas por mulheres. Além de GirlBoss – a série baseada no livro de Sophia Amoruso sobre a experiência com a Nasty Gal -, Dear White People, que já deu o que falar antes mesmo da estreia, segundo a imprensa, e as novas temporadas de OITNB e Grace & Frankie, tem muita produção original poderosa.

MulheresEmpoderadas_DentroDoPost_002

Já podemos conferir – desde março – Julie Andews em A Sala de Julie, um periódico divertido e alternativo, que traz vários nomes hollywoodianos para falar sobre artes, cinema e cultura.

Uma das maiores apostas é Ingobernable, que retrata a história da primeira-dama mexicana Emilia Urquiza na luta por justiça e contra o machismo do universo político. Também já entrou pro catálogo no mês passado. Já assistiu?

A série Glow, por exemplo, aborda a história real da liga de luta livre feminina nos anos 1980 em Los Angeles. Esta será lançada em junho deste ano.

MulheresEmpoderadas_DentroDoPost_003

Em Las Chicas del Cable, quatro jovens começam a trabalhar como operadoras de telefonia em 1928, unindo-se em um universo de ciúme, traição, amizade, inveja e amor – quase nada parecido com a nossa rotina, não é mesmo? A previsão de estreia é para 28 de abril, última sexta deste mês.

Esses são só alguns exemplos e tem muito mais para o segundo semestre. Vale citar muitos enredos interessantes, lutas, polêmicas e progressos diversos, com mais nomes em: House Of Cards, Sense8, Orange Is The New Black e muito mais.

Também no Netflix, mas no quesito filmes, o empoderamento feminino mantém destaque.

Sugiro “Cake – Uma Razão Para Viver”, de 2015, no qual Claire Simmons (Jennifer Aniston) é uma mulher traumatizada e depressiva, que busca ajuda em um grupo para pessoas com dores crônicas. Lá, ela descobre o suicídio de um dos membros do grupo, Nina (Anna Kendrick). Claire fica obcecada pela história desta mulher e começa a investigar a sua vida. Aos poucos, começa a desenvolver uma relação inesperada com o ex-marido de Nina.

MulheresEmpoderadas_DentroDoPost_004

Indico ainda “Preciosa – Uma História de Esperança”, de 2010. 1987, Nova Iorque, bairro do Harlem. Claireece ‘Preciosa’ Jones (Gabourey Sidibe) é uma adolescente de 16 anos que sofre uma série de privações durante sua juventude. Violentada pelo pai (Rodney Jackson) e abusada pela mãe (Mo’Nique), ela cresce irritada e sem qualquer tipo de amor. O fato de ser pobre e gorda também não a ajuda nem um pouco. Além disso, Preciosa tem um filho apelidado de ‘Mongo’ por ser portador de Síndrome de Down, que está sob os cuidados da avó. Quando engravida pela segunda vez, Preciosa é suspensa da escola. A sra. Lichtenstein (Nealla Gordon) consegue, para ela, uma escola alternativa, que possa ajudá-la a melhor lidar com sua vida. Lá, Preciosa encontra um meio de fugir de sua existência traumática, se refugiando em sua imaginação.

Vale a pena baixar, se inspirar, se informar e disseminar esses temas tão importantes para nós!

Espero que tenham gostado das dicas.
Beijinhos da Dri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *